Camisetas Femininas Ecologicas em Devorê

insta-seguir2

Bico de Lacre [Estrilda astrild]

>>>Mais Fotos (flickr)<<<
Ouça seu canto














Comprimento: 10cm Identificação: ave pequena com coloração em tons de bege com finas estriações mais escuras. O bico e a região ao redor dos olhos é alaranjado ou vermelho. Este simpático passarinho é muito bem conhecido, mas o que poucas pessoas sabem é que não é uma ave originalmente brasileira. Na verdade é uma ave originária das savanas africanas que passou a ser criado como ave de gaiola pelos europeus que a trouxeram para o Brasil desde o século XIX como animal de estimação. Acontece que esta ave acabou fugindo das gaiolas em vários locais e por uma coincidência histórica acabou tendo muito sucesso em nosso país. Assim como o bico-de-lacre, algumas espécies de gramíneas das quais se alimentava na savana africana foram introduzidas no Brasil a fim de melhorar a qualidade de nossas pastagens e por conta disso as aves que escaparam encontraram uma fonte de alimento farta e familiar. Vivem em formações campestres e em terrenos baldios próximos às cidades de onde fugiram originalmente. No Sudeste, onde estas aves já estão há muito tempo em liberdade já estão bem difundidas. Andam em grupos de 5 a 15 indivíduos. Quando em vôo a ave alterna batidas rápidas das asas com pequenas pausas. Costumam vocalizar enquanto voam, produzindo um som muito característico quando o bando está se deslocando. Seu tamanho e peso reduzidos o permitem se equilibrar até as extremidades das hastes de gramíneas com sementes, que são sua principal fonte de alimento. São muito engenhosos na construção dos ninhos, que são feitos de fibras de gramíneas entrelaçadas cuidadosamente. A entrada é geralmente virada para baixo, então dificilmente é vista por alguém que vê o ninho de cima. É comum haver uma entrada falsa mais exposta, provavelmente para despistar predadores.

Fonte(audio):xeno_canto
(foto):Dimas, tirada em São Luis do Paraitinga SP

18 comentários:

  1. O blog está muito bom. Parabéns Dimas e Rose. Estou com um ninho de bico de lacre, num pé de acerola, acontece que foi invadido por um cambacica. O ninho foi abandonado pelo bico de lacre,depois dessa invasão, ele raramente aparece no quintal. É costumo do cambacica roubar o ninho de outros pássaros? Abraços Sucesso sempre.

    ResponderExcluir
  2. O blog está muito bom. Parabéns Dimas e Rose. Estou com um ninho de bico de lacre, num pé de acerola, acontece que foi invadido por um cambacica. O ninho foi abandonado pelo bico de lacre,depois dessa invasão, ele raramente aparece no quintal. É costume do cambacica roubar o ninho de outros pássaros? Abraços Sucesso sempre.Talita Morais

    ResponderExcluir
  3. É comum ver essa ave nas praças das cidades. Aqui em Natal pude observar.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo Blog, que é excelente para as pessoas conhecerem melhor as aves brasileiras. Eu sempre conheci essa ave como Coroa de Rei. Elas fazem ninho em pequenos coqueiros e andam sempre em bando, fazendo seus piados característicos.

    ResponderExcluir
  5. vejo mto essa ave aki em goiana costuma voar em bandos grandes principalmente na zona rural onde chega a ter 50 ou mais aves

    ResponderExcluir
  6. to com um vivero de bico de lacre

    ResponderExcluir
  7. hoje estava trabalhando e um passarinho dessa espécie entrou na sala junto com um colibri. O bico de lacre bateu no vidro e caiu no chão enquanto o colibri voava assustado de um lado para outro. Peguei o que estava caído temendo que estivesse se machucado,mas graças a Deus ele acordou!! Levei-o até a janela e ele voou para o jardim. Então abrimos todas as janelas para que o colibri também pudesse sair e deu certo...quando fui procurar a foto do passarinho para saber sua espécie, aqui estava ele...o bico de lacre...lindinho...

    ResponderExcluir
  8. Que bom Márcia, saber q existem pessoas q ainda ficam temerosas diante da possibilidade de um passarinho se machucar em um acidente.Foi por causa de pessoas como vc, q nasceu o desejo de criar este espaço. Beijo

    ResponderExcluir
  9. Fiz uma busca no google para ter ctz q era um bico-de-lacre q está com ninho na árvore da minha casa. É lindo d+! O triste é saber q muitas dessas aves são capturadas para serem engaioladas. Ah, adorei o blog, adoro animais e vivo pesquisando sobre aves. Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. não gosto de passaros engaiolados e tenho um bico de lacre solto em casa, ele ainda é jovem(tem o bico preto) e não sabe voar direito, se alguem tiver alguma dica para mim criar ele corretamente me passem.

    ResponderExcluir
  11. Estou com 4 filhotes de bico de lacre recém chocados (ainda têm as penas enroladas e a maior parte do corpo nú) que estavam num ninho que caiu.
    Estou alimentando-os com "papa para filhotes" da Alcon (www.labcon.com.br) através de uma seringa.
    O problema é saber quantas vezes por dia devo alimentar os bichinhos, pois toda vez que ofereço comida eles aceitam.
    Devem ter um metabolismo bastante acelerado, pois seus "papos" demoram pouquíssimo tempo para esvaziarem (dá para ve-los cheios após a alimentação).
    Gostaria de ter esta informação para não exagerar na dose..
    Um abraço e parabéns pelo blog.

    PS - Pretendo fazer, a partir de amanhã, filmagens diárias para mostrar o desenvolvimento deles. Pode servir de guia para aqueles que se encontrem na mesma situação que eu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, o que aconteceu com seus filhotes? Peguei um ninho que caiu com uma ventania, com apenas um ovo, por ser unico e dar pra ver a gema, acreditei q nem começou a chocar, coloquei numa chocadeira e com uma semana já dá para ver as veinhas dentro do ovo, mas se chocar ñ sei como tratar os filhotes. E-mail liberall@live.com.

      Excluir
  12. Igual ao caso do leitor anonimo ,em minha casa ,em um pé de acerola fizeram um ninho .
    Tambem tenho cambacica aqui no quintal mas por enquanto o que elas disputam mesmo é a garrafa de agua doce com os beija-flores .
    A finalidade de meu comentario é acrecentar uma peculiaridade do bico de lacre, enquanto o bando come um fica no alto de vigia e da sinal em caso de possivel perigo,depois de algum tempo ele é revesado por outro e este dece para comer .
    Trato com painço que espalho pelo meu quintal as vezes alpistes.
    Como gosto de aves mas não os aceito em gaiolas ,trato de varios sanhaços ,bem-te-vis, anu branco em meu pe de acerola colocando varios tipos de frutas .
    Adorei o bolg , parabens !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, o que aconteceu com seus filhotes? Peguei um ninho que caiu com uma ventania, com apenas um ovo, por ser unico e dar pra ver a gema, acreditei q nem começou a chocar, coloquei numa chocadeira e com uma semana já dá para ver as veinhas dentro do ovo, mas se chocar ñ sei como tratar os filhotes. E-mail liberall@live.com.

      Excluir
  13. Estou com um bico de lacre em casa
    que entrou pela janela mais está machucado na vista
    o que é bom passar pra curar ?

    ResponderExcluir
  14. vcs sabem a comida de bico de lacre

    ResponderExcluir
  15. oi,estou com um casal de bico de lacre que fizeram ninho num arbusto de hibiscos,entre duas arvores,e hj um anu branco ficou mto perto do ninho,e fiquei mto aliviada em ler em seu blog que eles tem as " falsas entradas" pq gostaria mto de poder acompanhar o desenvolvimento dos pequeninos.estou fotografando e filmando,realmente eles fazem um trabalho exepcional com as gramineas,tbem parabenizo o site,que repassa mto conhecimento.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Sejam bem vindos!
Deixe seus comentários e sugestões
Obrigado!!!

"O direito, legalizado, de alguém criar pássaros para serem criados em gaiolas, seja para deleite ou preservação, não suplanta o meu de desejar ver todos eles livres."
[AluiZio Derizans]